Contos Eróticos | magnetlife.ru //magnetlife.ru Os melhores e mais quentes contos eróticos da internet Mon, 03 Dec 2018 22:00:26 +0000 pt-PT hourly 1 /> 154910238 Comi a casada encima da mesa | magnetlife.ru //magnetlife.ru/2018/12/03/comi-a-casada-encima-da-mesa/ //magnetlife.ru/2018/12/03/comi-a-casada-encima-da-mesa/#respond Mon, 03 Dec 2018 22:00:26 +0000 /> Olha eu aqui de novo! Me chamo Anderson, hoje tenho 25 anos, sou moreno, magro, 1,70 de altura, 60 kg, não sou nenhum galã, mas tenho uma pegada muito firme e uma conversa boa! é o segundo conto que escrevo (tenho vários, caso gostem) peço desculpas qualquer coisa… Aconteceu há 2 meses atrás… Eu ia ...

O conteúdo Comi a casada encima da mesa aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
Olha eu aqui de novo! Me chamo Anderson, hoje tenho 25 anos, sou moreno, magro, 1,70 de altura, 60 kg, não sou nenhum galã, mas tenho uma pegada muito firme e uma conversa boa! é o segundo conto que escrevo (tenho vários, caso gostem) peço desculpas qualquer coisa… Aconteceu há 2 meses atrás… Eu ia na igreja da minha irmã, aqui perto de casa, na banda dessa igreja cantavam minha irmã e uma mulher que vou chamar de Vitória, tem 27 anos, baixinha, 5 filhos, era casada a 8 anos com um cara, mas o relacionamento deles já tinha 12 anos. ela era meia gordinha (nada exagerado) devido ter tido vários filhos, mas tinha uma bunda grande e muito gostosa. Eu conhecia ela bem pouco e até então só sabia que ela era casada.

Passou um tempo notei que ela começou curtir todas as minhas fotos no face, e começou comenta meus histories, falava que eu estava gatinho e tal… e eu só desconversava. O marido dela viu que ela curtia tudo e começou puxa papo comigo também e querer ser meu amigo e tal…  ai então eu fiquei na minha mais ainda, nem dava muita bola para os assédios dela ou preferia pensa que era coisa da minha cabeça. Eu sou bem na minha, povo acha que sou um santo, e eu adoro isso kkk.

Os comentários continuaram, ai um dia resolvi da corda pra ver até onde ia… não deu outra, rapidinho ela começou se solta, eu ainda na dúvida comecei a joga uns verdes perguntando sobre o casamento e tal… ela me respondeu que fazia 1 mês que tinha largado do marido (estavam brigados ele saiu de casa, mas ligava todo dia pra voltar), mas que ninguém sabia, só minha irmã, pois, eram bem intimas.. ai já caiu a ficha, ela estava querendo dá pra mim mesmo…

Já que eles tecnicamente não estavam juntos eu mudei minha postura de “bom moço” até então rsrs. comecei ir pra cima dessa mulher, fazia algumas perguntas pessoais, quando ela se deu conta eu sabia tudo que ela fez com o marido na cama e já estava rolando altas safadezas nas conversas, eu já tinha enviado uma foto do meu pau pra ela e tinha feito ela manda nudes dela pra mim também, coisa que ela nunca imaginou em fazer kkk mas ela adorava, pois não tinha isso com o marido. Como eu era bem sério e muito na minha ela nem acreditava que era o mesmo cara que ela estava dando encima a quase 1 mês… eu era mais novo e aparentava muita experiência na cama e ela nem acreditava muito, achava que era muito papo meu.

Ela mora na rua de cima, então no mesmo dia já intimei ela pra gente se vê, ai ela ainda na dúvida que fosse rola alguma coisa além de beijos aceitou que eu fosse na casa dela, mas teria que espera os filhos dormirem… eu safado já pedi pra ela por um vestidinho bem leve rsrs. Deu 00:00h eu cheguei na casa dela, ela veio me atender meio tímida, pois fazia muito tempo que não ficava com ninguém fora o marido, e tinha um pouco de vergonha porque eu sabia q ela era casada, da igreja e eu irmão da amiga dela… mas logo logo eu deixei ela a vontade fomos para a área dos fundos da casa dela, pois não queria arriscar que as crianças me vissem já que me conheciam, era tudo muito recente, além de eu ter um reputação a zelar rsrs.

Conversamos um pouquinho aí já meti o beijo nela, ela beijava muito bem (me falava por mensagem não fazer muito com o marido), já meti a mão na bunda gostosa dela, di aquela apertada que a mulher até chega a dá uma gemidinha rsrs. comecei aperta os peitos dela enquanto as minhas mãos percorriam todo corpo dela, essa é uma das minhas marcas registradas… ela estava adorando, falava que eu surpreendi ela, que eu tinha cara de santo e tal… e na verdade eu era muito safado.

Ela não estava com o vestidinho que eu pedi, mas estava com um macacão de zíper nas costas que dava pra senti todo o corpo dela. Ela estava sem sutiã, os biquinhos dos peitos dela estavam furando o macacão… eu já fui abrindo e deixando aqueles peitos a mostra rsrs. cai de boca neles enquanto ela só gemia, nessa altura ela já estava toda molhada, me apertava forte me incentivando a continua chupando. Arranquei toda a roupa dela, a calcinha estava ensopada, coloquei ela encima de uma mesa que estava na área, abri as pernas dela e pude ver aquele bucetão todo melado. Cai de boca, não deu outra ela soltou um gemido gostoso (me falava por mensagem que o marido dela não sabia fazer oral nela) comecei a mete o dedo enquanto chupava ela oque fez ela goza rapidinho. Mandei ela desce da mesa, ajoelha e me chupa e a cachorra era muito obediente, já vi que eu ia me dar bem, ela chupava como ninguém… chupou com muita vontade, a desgraçada estava mesmo na seca. Coloquei ela encima da mesa e eu entrei no meio das pernas dela naquele famoso “frango assado”, ficava um pouco alto a mesa mas eu dei um jeito kkk meu pau sumia na buceta dela, estava muito molhada e ela geia muito, isso que me dava tesão, ai então eu gozei a primeira vez..

Depois de uma breve conversa eu fui por cima dela e comecei um “papai e mamãe” bem rápido e forte… diferente do que ela tinha (me falava por mensagem que o marido fazia devagar e sem muita firmeza, era do jeito dele e foda-se). Por ultimo deitei na mesa e coloquei ela pra cavalga, ai ela disse que n era muito boa e que não fazia muito, mesmo assim mandei ela subi e fica parada que eu ia fazer os movimentos, ela subiu, eu enfiei a mão nos cabelos dela junto a nuca, dei aquela puxada e com a outra mão segurava firme a bunda dela e puxava ela pra mim, comecei bomba rápido e forte, ela se contorcia, gemia, ficava vermelha… minha segunda gozada demora bastante, então eu já abusava nessa altura. Ela não resistia a pegada firme e gozou de novo e esse foi mais forte que o primeiro. A gente continuou mais um tempo, mas tivemos que parar, o filhinho mais novo dela tinha acordado e estava chorando no quarto… ela tinha gozado 3 vezes e eu 1 apenas.

Mas essa foi só a primeira transa de muitas que tivemos… em outras duas transas (na cama dela) ela gozou 7 vezes e em uma outra (fiz ela pagar o motel) 9 vezes.. mais isso é outra história. Tenho muitas outras histórias, traição, novinhas, coroas… chama lá no email: com

Conto enviado por:  Anderson (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo ? Veja aqui como o fazer: .
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

O conteúdo Comi a casada encima da mesa aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
//magnetlife.ru/2018/12/03/comi-a-casada-encima-da-mesa/feed/ 0 1631
Ralf a Ângela e eu | magnetlife.ru //magnetlife.ru/2018/12/02/ralf-a-angela-e-eu/ //magnetlife.ru/2018/12/02/ralf-a-angela-e-eu/#respond Sun, 02 Dec 2018 22:00:58 +0000 /> Me chamo Júlio, meu nick no site D4 Swing e também no Sexlog é Himalaia, tenho 38 anos, moro no Vale do Aço das Minas Gerais, e já faz um bom tempo que entro nas sala de bate-papo do UOL. Num desses momentos conheci o Ralf, um advogado de Ipatinga, homem coroa na faixa de ...

O conteúdo Ralf a Ângela e eu aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
Me chamo Júlio, meu nick no site D4 Swing e também no Sexlog é Himalaia, tenho 38 anos, moro no Vale do Aço das Minas Gerais, e já faz um bom tempo que entro nas sala de bate-papo do UOL. Num desses momentos conheci o Ralf, um advogado de Ipatinga, homem coroa na faixa de 53 anos, o qual assim como eu também é casado e curte conhecer mulheres e casais nessas salas e logo depois nos tornamos “amigos” pelo Skype, tamanha interação entre nós. Conversa vai, conversa vem e ele me diz que também curte conhecer mulheres e casais, enfim, num belo dia, após já sentir confiança em mim, me contou que tinha uma relação a mais de 2 anos com uma professora viúva da cidade de Timóteo, a qual tem 42 anos e quando transavam fantasiavam outro homem com eles, porém ela ficava só ali no momento do tesão e nada de querer ir pra real.

Após muitos encontros e transas, ele decidiu que já era hora de colocar a teoria em prática, falou com ela que havia conhecido uma pessoa (eu) e que essa havia lhe passado muita segurança e confiança e que ao menos poderíamos tentar algo, onde deixou bem claro para mim que se lá no motel ela não se sentisse a vontade ou não relaxasse que eu não os levassem a mal, o que eu soube entender e concordei imediatamente. Daí combinamos e então no dia, isso foi no mês outubro de 2016, no horário e local marcado lá estava eu, deixei meu carro no estacionamento combinado e entrei no deles e fomos para o motel.

Lá chegando, fiquei na minha, com todo cuidado e zelo, deixei-os brincando e eu só olhando a distância, isso pra deixá-la mais a vontade e assim foi até o momento em que ela me chamou pra perto e me juntar a eles, então fui chegando e fizemos dela uma espécie de sanduíche, onde ela ficava no meio, Ralf e eu a  sarrando, um no bumbum outro na buceta, quando vi que ela já estava um pouco mais tranquila e relaxada, fui tirando sua lingerie e comecei a chupando em pé, ora o bumbum ora a bucetinha e então subia até seus seios, como vi que seus suspiros aumentavam, coloquei-a na cama e caí de boca sem dó, enterrei minha cara em sua buceta cheirosa, nisso, Ralf ficava beijando-a e sugando seus seios, a essa altura ela já estava completamente molhada e gritava de tesão, pra gozar em minha língua foi um pulo e fez isso umas três vezes em torno de uns 30 minutos, pois ela é multi-orgasmática.

Passada a fase de chupadas e gozadas em minha boca, ela queria ser penetrada, queria sentir meu cacete dentro dela e como já tinha costume com o Ralf, disse que nesse dia ficaria comigo primeiro e que Ralf pegaria o resto dela e se sobrasse algo pra ele,  rsrsrs, então transamos de todas as maneiras, e o Ralf ali, se punhetando e vendo sua amiga dando pra outro, mas não pensem que ele se importava com isso, estava muito excitado e curtindo aquelas cenas e então conforme o prometido, sobrou uma rebarbinha a ele, a qual de tão excitado, mal começou a bombar e já gozou. Depois disso, tomamos banho todos juntos e fomos embora.

Espero que tenham curtido esse conto, o qual é o primeiro que publico aqui, outros em breve virão.
Caso algum casal ou mulher queiram contato, favor add meu Skype que terei o maior prazer em respondê-los, meu Skype é: 
Abraço a todos(as) e boas fodas!

Conto enviado por:  Himalaia (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo ? Veja aqui como o fazer: .
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

O conteúdo Ralf a Ângela e eu aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
//magnetlife.ru/2018/12/02/ralf-a-angela-e-eu/feed/ 0 1628
Minha doce cunhadinha! | magnetlife.ru //magnetlife.ru/2018/12/01/minha-doce-cunhadinha/ //magnetlife.ru/2018/12/01/minha-doce-cunhadinha/#respond Sat, 01 Dec 2018 22:00:35 +0000 /> Namorava com uma amiga que conheci ainda criança chamada Cintia e que tinha 2 irmãs mais velhas Samara e Bianca, ambas casadas. Meu caso foi com a Bianca, uma coroa maravilhosa, morena parda, olhos castanhos claros, coxas grossas, bumbum grande e seios pequenos durinhos. Aquela tipica cintura fina e quadril largo. O marido dela fazia ...

O conteúdo Minha doce cunhadinha! aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
Namorava com uma amiga que conheci ainda criança chamada Cintia e que tinha 2 irmãs mais velhas Samara e Bianca, ambas casadas. Meu caso foi com a Bianca, uma coroa maravilhosa, morena parda, olhos castanhos claros, coxas grossas, bumbum grande e seios pequenos durinhos. Aquela tipica cintura fina e quadril largo. O marido dela fazia academia comigo na época, o que a princípio me fez sentir um pouco mal por estar pegando a mulher dele, mas depois acabei me acostumando, o tesão entre nós era demais.

Tudo começou em uma festa de aniversário da minha ex-sogra feita em sua casa, regada a cerveja, samba e churrasco, combinação perfeita!!! Estava do lado de fora da casa, com uma cerveja e fumando um cigarro, sozinho. Ela apareceu e começamos a conversar, naquela altura, já tinha reparado no corpo dela e já desejava dar uma pegada com forca naquele rabão delicioso e empinado, mas me controlava. O problema é que a cerveja já tinha batido na cabeça e resolvi atacar.

Comecei elogiando ela, dizendo que era bonita e sempre que podia a abraçava e agarrava. Fui pegando mais confiança e então passei e beijar seu pescoço, morde-lo, puxar seu corpo com força em direção ao meu e dançávamos nos esfregando e deixando as nossas mãos percorrerem por onde quisessem.

Combinei de me encontrar com ela em sua casa no período da manhã, para ficarmos mais “à vontade”, ela aceitou e as escondidas, me beijou na boca e entrou na casa. Naquele momento, meu corpo estava queimando, nunca tinha sentido tanto tesão antes só com um beijo e mais tarde transei com minha ex-namorada de forma intensa, forte, mas pensando na minha doce Bianca.

O marido da Bianca trabalhava de manhã, em um posto de gasolina bem perto dali, e almoçava em casa, então precisava ser rápido. Bati na casa dela por volta das 9 horas, ela só colocou a cabeça pra fora da janela e pediu para que entrasse. Estava vestindo uma camisola preta, estava descalça e com os cabelos amarrados num rabo de cavalo, ela parecia meio sem jeito quando entrei na sua casa, mas ao cumprimenta-la com um beijo no rosto, ela se virou e me deu um longo, demorado e maravilhoso beijo na minha boca.

Aquele fogo novamente se acendeu no meu corpo e comecei a agarrar e beijar com tanta força, que meus lábios até doíam! Levantei sua camisola e apertei aquela bunda durinha e gostosa que sempre sonhei e me enchi de tesão ao ver o fio dental que usava. Fomos nos beijando para o quarto, onde a deitei e me coloquei entre suas pernas, afastei a calcinha para o lado e comecei a chupa-la como um cachorrinho, mordia e chupava aquele grelo gostoso com vontade e olhava para o rosto dela e me enchia de tesão ao vê-la gemendo de olhos fechados e puxando meus cabelos, praticamente me enfiando em sua buceta molhada e quente. Ela me dava tapas na cara e me chamava de puto, e pedia para que a chupasse mais, que a fodesse com os dedos…obedeci na mesma hora, nunca imaginei que ela falasse coisas assim, alias, nunca tinham falado isso pra mim antes!!!

Me levantei e tirei a minha camisa e ela com um desespero tremendo, abriu o ziper da minha calça, enfiou a mão dentro e tirou meu pau já duro como uma rocha, latejando de dentro dela e o abocanhou, enfiando até a garganta. Quase gozei instantaneamente!!! Aquela boca quente engolindo meu pau inteiro e me punhetando ao mesmo tempo, puxava seu rabo de cavalo e batia com meu pau duro e seu rosto e esfregava por todo seu rosto, ela pedia mais “Bate safado, bate com esse pau gostoso na cara da sua putinha”. Tiramos o resto das roupas e ela ficou de 4 pra mim, arrebitando bem aquela bundona e olhando para trás, me chamando. Com uma mão ela abria e mostrava um cuzinho maravilhoso, que aparentemente já tinha levado rola, o que me deixou ainda mais excitado. Cai de boca naquela bunda e enfiei minha língua em seu cuzinho, ela gemia e rebolava, batia com ela no meu rosto, jogando seu corpo para trás e eu me acabava, enfiando a cara dentro daquela bunda que sempre desejei.

Deixei ele bem molhado e lubrificado, queria fode-lo bem gostoso, mas não antes de experimentar aquela buceta quente e deliciosa. Enfiei a cabeça devagar, ela já se retorcia e gemia como uma putinha no cio, enfiei o resto até o fundo de uma vez, fazendo ela soltar um grito e olhar para mim, com cara de tesão. Segurei ela pela cintura e comecei a foder forte, minhas bolas batiam com tudo em sua xana molhada e algumas vezes tinha que segura-la com força enquanto ela gozava, suas pernas tremiam e ela desabava sobre a cama. Mudamos de posição e comecei a fode-la num delicioso ppmm, colocando suas pernas sobre meus ombros e enfiando tudo dentro dela.

Então tirei meu pau de sua buceta molhada, quente e vermelha e coloquei na entrada do seu cuzinho, molhei a cabeça com saliva e fui empurrando para dentro e ela ajudava levantando os quadris e rebolando. Fui bombando devagar e enfiando aos poucos, os gemidos que ela dava com os olhos fechados, mexendo no grelinho me deixavam ainda mais excitado. Fui aumentando a velocidade e quando percebi, já estava todo dentro dela. Pouco depois senti que não aguentava mais segurar, estava quase gozando!!! Fiquei de pé na cama e ela se ajoelhou na minha frente, enrolei o rabo de cavalo na mão e comecei a bater uma punhetinha na sua frente, ela lambia a cabeça do meu pau e olhava para minha cara, logo, comecei a gozar em seu rosto e ela abocanhou meu pau, fazendo com que minha porra escorresse pelo seu queixo, enquanto ela me chupava e engolia até a ultima gota.

Depois dessa foda fenomenal, estávamos exaustos, deitamos na cama e ficamos nos curtindo, até que estávamos outra vez em ponto de bala e iniciamos mais uma inesquecível trepada. E foi assim por quase uma ano, nossas aventuras geraram outras historias muito boas que contarei outro dia. Esse foi meu conto, espero que tenham gostado.
Caso queiram entrar em contato, responderei a todos com prazer!!!
Skype: victorlionheart
e-mail: 

Conto enviado por:  Victor Lionheart (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo ? Veja aqui como o fazer: .
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

O conteúdo Minha doce cunhadinha! aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
//magnetlife.ru/2018/12/01/minha-doce-cunhadinha/feed/ 0 1625
Uma foda Classe A | magnetlife.ru //magnetlife.ru/2018/11/30/uma-foda-classe-a/ //magnetlife.ru/2018/11/30/uma-foda-classe-a/#respond Fri, 30 Nov 2018 22:00:52 +0000 /> Trabalhava em uma empresa na zona sul de SP, no bairro da Vila Olímpia. Por ser uma área nobre, as pessoas que se via andando por lá era o que normalmente se chama “classe A”, pensei que por serem desse nível as conversas e atitudes das mulheres eram diferentes das que eu costumava sair. Puro ...

O conteúdo Uma foda Classe A aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
Trabalhava em uma empresa na zona sul de SP, no bairro da Vila Olímpia. Por ser uma área nobre, as pessoas que se via andando por lá era o que normalmente se chama “classe A”, pensei que por serem desse nível as conversas e atitudes das mulheres eram diferentes das que eu costumava sair. Puro engano.

Para ir e voltar da empresa, era pago um onibus fretado que ia pegando os funcionários de outras empresas pelo caminho, tanto na ida, quanto na volta, eram as mesmas pessoas, então era impossível não fazer amizades.

Certa vez, na ida ao trabalho, estava coxilando no banco e se sentou do meu lado uma mulher muito bonita e nos padrões que eu adoro (gg, peituda, bunduda e muuuuuuuito cheirosa). Seu nome é Ester (nome fictício), sempre entrava na Av. Anhaia Melo. Nunca tinha conversado com ela antes, mas ela sempre se sentava ao meu lado, seu perfume era maravilhoso e ainda me lembro perfeitamente do cheiro dela. Nesse dia, tinha algo diferente, senti que ela estava acariciando meu braço com um dedo, fazendo movimentos circulares, mas quando a olhei, estava d olhos fechados. Resolvi me aproveitar e passei a acariciar sua perna, ela sempre vestia vestidos curtos e ficamos nessa brincadeira por mais ou menos 1 semana.

Resolvi parar com essa frescura e parti para o ataque, puxei papo com ela e descobri que ela era gerende de negocios de uma Siderurgica, não era casada, morava com a mãe, apesar de não parecer, tinha 36 anos. Dessa conversa saiu o diálogo que me fez perceber que não importa a classe social, mulher safada é igual em qualquer lugar. Perguntei o que tinha que fazer para beijar sua boca e de bate pronto ela mandou: “É só você beijar e eu finjo que nem vi essa aliança na sua mão”. Ela mal terminou de falar isso e já estava em cima dela. Marcamos de sair no final de semana e nos dias que antecederam isso, rolou muita sacanagem no fretado, ela ficava me punhetando por baixo de uma blusa que usava para me cobrir e eu ficava mexendo no grelo dela, já começavamos o dia com uma boa gozada.

No final de semana, nos encontramos em um Motel na Av. Sapopemba, entramos e já na escada em direção ao quarto, ela tirou a calcinha e deu na minha mão, era fio dental, vermelha e pude sentir que até sua buceta era cheirosa. Aquilo já tinha me deixado maluco de tesão e ao entrar no quarto já nos agarramos como dois animais no cio, arrancamos nossa roupa e iniciamos um demorado e delicioso 69, ela abocanhava meu pau com maestria e eu a chupava enfiando minha língua dentro da sua gruta e puxava seu grelo com meus lábios, ela rebolava e as vezes sentava sobre meu rosto e rebolava aquele rabo guloso. Que vadia!!!

Ela segurou meu pau, que naquela altura já estava duro como uma pedra, se sentou em cima de mim e o encaixou na sua buceta e começou a cavalgar, levantando até a cabeça ficar na entrada dela e depois sentar de uma só vez, em uma dessas ela se debruçou sobre mim e gozou, ficou alguns segundos assim e logo depois estava sentando novamente de uma forma frenética, eu estava me segurando ao máximo, não podia gozar tão rápido e então mudei de posição, ficamos de ladinho e passei a socar na buceta dela e apertar seus seios, eram bem grandes e os bivos estavam bem ouriçados. Eu estava no meu limite, não conseguia mais segurar o gozo, fiquei em pé na cama, ela começou a me punhetar e chupar e então gozei em seus seios, o restinho da porra ela limpou com a boca.

Fomos imediatamente tomar uma ducha e lá voltamos a nos agarrar, encostei ela na parede de costas para mim, abi sua bunda e meti a língua em seu cuzinho, ela gemia e rebolava e piscava ele quando enfiava o dedo. Seu cu era bem largo, aceitava 2 dedos sem esforço, mas ao tentar tentar fode-lo ela se virou e disse “É muita novidade para nosso primeiro encontro, na próxima você brinca aí”, fiquei putasso e babando ao mesmo tempo, querendo foder aquele rabão gostoso.

Voltamos para a cama e voltamos a foder na mesma selvageria da outra vez, ela estava “On Fire” e dessa vez tive que trocar de posição mais vezes para não gozar rápido, a cada gozada dela, era um novo arranhão nas minhas costas ou nos braços, no qual tive bastante dificuldade em esconde-los..rs!

Dessa vez eu a estava fodendo de 4 e gozei em sua bunda, novamente colocando a cabeça na entrada do cuzinho dela e prontamente ela não deixou eu fode-lo ¬¬.

Antes de ir embora, ela ainda me fez um boquete até eu gozar e sem tira-lo da boca em nenhum momento, sugou até a ultima gota. Foi incrível, talvez a melhor foda da minha vida e infelizmente, não voltamos a repetir.

Bom galera, é isso. Agradeço o retorno de algumas pessoas que entraram em contato comigo, trocando mensagens, fotos, pedidos de foda..rsrs. Fico feliz que meus contos estão excitando e fazendo a mente das pessoas trabalhar. Abaixo meus contatos, caso queiram entrar em contato comigo.

Um forte abraço e até logo!

Skype: victorlionheart
e-mail: 

Conto enviado por:  Victor Lionheart (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo ? Veja aqui como o fazer: .
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

O conteúdo Uma foda Classe A aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
//magnetlife.ru/2018/11/30/uma-foda-classe-a/feed/ 0 1622
Realizei as fantasias da minha fã! | magnetlife.ru //magnetlife.ru/2018/11/29/realizei-as-fantasias-da-minha-fa/ //magnetlife.ru/2018/11/29/realizei-as-fantasias-da-minha-fa/#respond Thu, 29 Nov 2018 22:00:32 +0000 /> Foi em 2013 quando resolvi escrever meu primeiro conto, as coisas eram bem diferentes de como são hoje em dia. Na época, ainda estava preso a um casamento que não ia bem, perdi contato com todos os meus amigos de infância e de putaria (felizmente estou retomando contato com todos aos poucos!) e no lugar ...

O conteúdo Realizei as fantasias da minha fã! aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
Foi em 2013 quando resolvi escrever meu primeiro conto, as coisas eram bem diferentes de como são hoje em dia. Na época, ainda estava preso a um casamento que não ia bem, perdi contato com todos os meus amigos de infância e de putaria (felizmente estou retomando contato com todos aos poucos!) e no lugar desses, estava cercado por pessoas que nada tinham a ver comigo. O start de tudo isso foi uma aventura com meu amigo Charles em um barzinho que fui convidado a tocar contrabaixo por uns trocados (Isso pode ser acompanhado no conto Fodendo a gordinha safada no forró!) e de lá para cá, me sentia cada vez mais tentado em compartilhar algumas histórias que vivi, criar alguns contos com minhas fantasias e fetiches, conhecer pessoas parecidas comigo e aprender muitas coisas interessantes no que se diz respeito a sexo e saber que de alguma forma, meus relatos serviam de inspiração para outras pessoas que viam neles novas possibilidades para aquecer a relação com seus parceiros!

De muitos contatos que recebi em todos esses anos, teve um recentemente que me surpreendeu e por um tempo até custei a acreditar que se tratava de algo sério. Recebi um e-mail parecido com o que costumo receber normalmente, elogiando os contos e dizendo que se excita e incentivando a continuar com eles. Disse-me que acompanha meus contos desde 2014 mas nunca teve coragem de fazer um contato direto, comecei a dar corda  e tentar pegá-la em alguma contradição e posso dizer sem medo de errar que ela conhece meus contos melhor até mesmo que eu além de toda a minha trajetória pelos sites que publiquei meus relatos. Minha curiosidade foi ficando mais aguçada, trocávamos mensagens várias vezes por dia e passamos a conversar pelo whatsapp!

Acho incrivel algumas histórias que recebo de alguns leitores, na maioria de mulheres casadas ou divorciadas (homens só me mandam mensagem para me pedir o contato delas…) falando sobre suas limitações sexuais, seja por não ter parceiros que a satisfazem ou realizam suas fantasias. No caso dela, teve apenas quatro homens em sua vida e 3 deles eram religiosos conservadores, logo, certas coisas que para mim são completamente normais para ela eram um tabu e nos contos se imaginava no lugar das personagens tendo dessa forma o prazer que sempre quis. Disse que sexo oral não fazia e nem recebia, anal então, nem pensar e coisas mais hardcore como DP e fisting eram algo que a excitava muito mas não tinha a menor esperança em um dia realizar… bem, sorte a minha! Lia nos contos (não só nos meus!) as mulheres fodendo forte e tendo orgasmos maravilhosos e intensos, dizia que queria que com ela fosse da mesma forma e por isso resolveu me mandar mensagem!

Por motivos irrelevantes, nos encontrar foi algo bem difícil mesmo ela sendo de SP (Olha a sorte do meu lado outra vez…) e sempre que marcávamos, algo dava errado e tínhamos que desmarcar… até esse feriadão. Confesso que não vai ser fácil detalhar tudo o que aconteceu no dia que nos vimos, mas vamos lá… Rs!

Na sexta feira de manhã, ela me chamou no whatsapp sendo bem direta, o que não era muito comum:

– Vai sair hoje a noite?

– Tenho que confirmar, um pessoal vem aqui em casa e não sei que horas vão embora! Por que?

– Hoje estou a fim de foder com você!

Causou-me estranheza ela ser direta desse jeito, apesar das vezes que conversamos sobre todo o tipo de putaria e de como gozamos quase todos os dias! Como realmente tinha um monte de gente em casa, só pude confirmar a ela no meio da tarde que estaria livre, e isso pela curiosidade que tinha em foder com aquela pessoa que se auto declarava minha fã numero um e que interagia comigo a tanto tempo! Nos encontramos e já fui recebido com um delicioso e safado beijo, deixando bem claro ali que as formalidades e a necessidade de pegar leve e fazê-la relaxar eram completamente desnecessárias… poderia ser eu mesmo desde o começo!

Entramos em casa e tratei logo de começar a realizar seus desejos, apertando seu corpo e a pensando na parede puxando seus cabelos pela nuca e tendo todo seu pescoço para morder e passar a língua. Suas mãos corriam pelo meu corpo cravando as unhas e descendo até chegar ao meu pau já duro, apertando forte. As roupas foram ficando pelo caminho até a cama onde a coloquei sentada e mandei que abrisse o zíper da calça e me chupasse como sempre disse que faria! Minha pica saltou dura, pulsando e melada, sua mão pequena e macia o segurou firme e depois de passar a língua por toda a extensão começou a chupar devagar, saboreando e satisfazendo toda sua vontade!

Empurrei-a na cama e me ajoelhei no chão entre suas pernas, o cheiro delicioso de sua buceta me deixou ainda mais excitado e passei a língua ainda por cima de sua calcinha completamente encharcada. Puxei-a para que entrasse entre os lábios e os suguei sentindo o gostinho com seu mel, usando a calcinha para esfregar seu grelo e antes mesmo que a tirasse, quebrei a sua primeira barreira… Nunca havia gozado com sexo oral!

Apoiei dois travesseiros embaixo de seus quadris e segurei suas tornozelos, apoiando-os no meu peito, seus pés macios e pequenos encaixavam nele e passei a chupar seus dedos enquanto pincelava e ia colocando meu pau em sua buceta escorrendo mel. Mal tinha o colocado e me veio mais um pedido e a quebra de uma nova barreira:

– Aí não, quero que você coma meu cú, ele é todo seu!

Mais uma vez me pegou no contrapé, mas não exitei. Fui até a gaveta e peguei um tubo de lubrificante, derramei uma grande quantidade em sua buceta e em seu cuzinho e fui espalhando e penetrando os dedos. Nos vídeos que trocávamos, ela sempre se masturbava e enfiava seus dedos e alguns brinquedos nele sempre dizendo que o estava preparando para mim! Na mesma posição, fui penetrando minha pica devagar sentindo ele abrir, abria bem as suas pernas apertando seus tornozelos e empurrando até que estivesse todo dentro! Comecei a acelerar os movimentos vendo que já estava acostumando, com um polegar esfregava s eu grelo e olhava safado para  sua expressão de tesão a cada vez que gozava e fazia seu caldinho escorrer por sua buceta e deixar ainda mais lubrificado para que pudesse foder ainda mais forte. Aumentei a força das estocadas e seus gritos descontrolados misturados a gemidos e xingamentos aumentavam o volume e então comecei a gozar dentro dela! A segunda barreira acabara de ser quebrada e foi repetida até madrugada…

Fui até o banheiro para me lavar, olhando pelo espelho ela ainda deitada na cama me observando com cara de safada. Foi o suficiente para me deixar novamente com meu pau em riste, mas dessa vez seu pedido foi outro e mais uma de suas vontades seria realizada:

– Vem aqui, quero sentir a sua mão dentro da minha buceta!

Sentou-se na beirada da cama abrindo as pernas e ainda via extremamente melada. Apertava seus seios enquanto me olhava mordendo os lábios, novamente passei bastante lubrificante em sua buceta e em minha mão e passei a masturbá-la e penetra um dedo após outro! Com quatro dedos passei a torturá-la, girando-os dentro dela e abrindo e fechando os dedos, com a outra  mão eu massageava seu grelo e logo depois usava a língua. Os gritos de tesão novamente estava em um volume alto (e delicioso!) e tive que suprimi-los dando meus dedos lambuzados para chupá-los! Não sei dizer precisamente por quanto tempo ficamos nisso e quantas vezes ela gozou, mas não foi mais necessário usar o lubrificante quando passei a forçar meu último dedo, tirava e colocava devagar, via as marcas de suas  unhas cravadas em meu braço e em seus seios com a força que os apertava, seu corpo arqueava para trás e novamente sentia seu mel morno molhando meus dedos e seus gemidos abafados pelo travesseiro. Infelizmente não foi dessa vez que coloquei minha mão toda como pediu, mas certamente ainda teremos novas oportunidades e muitas das suas fantasias serão realizadas por mim, e com muito prazer!

Esse ciclo continuou por toda a madrugada e fodemos de várias formas diferentes, quando me dei conta e olhei no relógio, passava das 2: 00 e nossa brincadeira começou antes das 22: 00.  Acordei  por volta das 6: 00 no dia Sábado e ela já estava  de pé ainda nua, assim que me viu já começou a me beijar e novamente já estava pronto para mais uma foda. Segurei seus cabelos e dessa vez fodia a sua boca fazendo-a engasgar com ele e o deixar ainda mais molhado. Batia em seu rosto falando que a transformaria na minha puta e ela começava a chupar com mais vontade, dizendo que seria o que eu quisesse desde que a fodesse sempre daquele jeito! Puxei-a para cima de mim e coloquei meu pau de uma vez em sua buceta, apertei seu quadril e puxava cravando os dedos para que cavalgasse sempre forte e rápido, seu corpo tremia e suas unhas arranhavam meus ombros e meu peito (Até hoje ainda tenho as marcas!). Queria gozar em sua boca, mas essa é uma vontade que não quer realizar por enquanto por motivos particulares, então coloquei meu pau entre seus seios e fazendo uma espanhola dei um belo colar de perolas a ela!

Por volta das 8: 00 nos despedimos completamente satisfeitos, já fazia um bom tempo que não sentia  tinha uma maratona tão intensa. Nesse momento estamos conversando via mensagens e já planejando nosso próximo encontro e as próximas barreiras que serão quebradas e em algumas delas, vamos precisar de ajuda… Rs

Espero que tenham gostado!

E-mail: victor. Com
Skype: victorlionheart
Twitter: victorlionhear2

Conto enviado por:  Vicotor Lionheart (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo ? Veja aqui como o fazer: .
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

O conteúdo Realizei as fantasias da minha fã! aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
//magnetlife.ru/2018/11/29/realizei-as-fantasias-da-minha-fa/feed/ 0 1619
Negra globeleza | magnetlife.ru //magnetlife.ru/2018/11/28/negra-globeleza/ //magnetlife.ru/2018/11/28/negra-globeleza/#respond Wed, 28 Nov 2018 22:00:02 +0000 /> Este fato que vou relatar aconteceu a uns 4 anos atrá, como disse no meu conto anterior, sou moreno 1.80 com 85 kg sou casado, mais parece uma coisa tenho uma coisa comigo que atraí as mulheres, deve ser o fato de ser um cara atencioso, prestativo e comunicativo. Bem vamos lá! Depois de sair ...

O conteúdo Negra globeleza aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
Este fato que vou relatar aconteceu a uns 4 anos atrá, como disse no meu conto anterior, sou moreno 1.80 com 85 kg sou casado, mais parece uma coisa tenho uma coisa comigo que atraí as mulheres, deve ser o fato de ser um cara atencioso, prestativo e comunicativo.
Bem vamos lá! Depois de sair da natura, recebi uma proposta de uma Distribuidora Logística de peso, a qual não posso citar pois fica evidência, fui aprovado com 3 meses que estava trabalhando, tinha pouco contato, pensa em um lugar que tem mulher kkkkk, ai vc já viu, em um determinado dia estava eu e um amigo antigo de empresa conversando, ai se aproxima Ana (fiquiticio), que Negra! 1.77 de altura uns 66 kg bem distribuídos tipo globeleza kkkk, eu já tinha reparado nela mais como não tinha contato, mais vamos lá.

Reparando que eu e meu amigo riamos, ele se aproxima e pergunta sobre o que riamos, falamos que nada, mais ela já falava com meu amigo, ai ela fala:
Ela: sobre o que estão falando em?
Meu amigo: nada nega.
Ela: sei deve ser sobre mulher?
Meu amigo: não que isso.
Ai ele se vira pra mim sem nunca termos conversados e perguta:
Ela: Nego é verdade?
Eu: é sim não tem nada a ver.
Ela: todo pretinho é safado né?
Eu: fico quieto sem reação pois não tinha intimidade.

Dai ficou por isso mesmo, mais agora já tinhamos uma afinidade, 2 dias após termos tido o primeiro contato, entrei no fretado da empresa, por coincidência um banco depois do que ela estava, em companhia de um cara que não saia de seu pé, imagina uma mulher dessa como era cobiçada! Detalhe era casada também, percebendo que eu estava atrás, ela se vira e puxa assunto, começa me mostrar fotos da irmã e dela, ai percebo que o cara não gostou, fico sem jeito.

No dia seguinte quando entro no fretado, me deparo com ela sozinha no banco, ai perguto do cara, ela diz que está na hora extra, sento do seu lado e passamos a conversar, ai virou rotina, em um certo dia fui comprimenta-la e fui supriendido com um choquinho, ai ela me pede desculpas com uma cara de safada, meu eu tava louco pra fazer sexo com ela. A gota d’água foi um dia que ela me fez uma pergunta no fretado, se eu já tinha ficado com alguém na empresa, ai falei que não pois era novo lá mal conhecia as pessoas, ai ela pergunta se eu tinha vontade, ai falei que sim, que era ela, fui surpriendido com seu sorriso, após isso marcamos de nos ver, onde ficamos a primeira vez, nesse dia não rolou sexo pois tava tarde pro 2, mais umas brincadeirinhas, que me deixaram pra explodir kkkk, mais remrcamos o dia D.

No dia marcado comprei uma langeirir branca só o fio que eu adoro, para que ela usase pra mim no dia, chegando no barzinho bebemos um pouco e fizemos algumas safadezas como meter a mão um no outro escondidinho kkkk, quando finalmente fomos para o motel.
Quando entro no motel dou a peça intima pra ela colocar pra mim, quando derepente sai aquela Deusa negra, puta que pariu, que mulher, veio em minha direção e começamos a nos beijar, nesse momento meu pau já se encontrava quase saindo da calça, percebendo ela se abaixa abre meu ziper e abocanha meu pau, que mulher na arte de chupar, passava a lingua na cabeça melava ele todinho, só de pensar já fico de pau duro, em seguida a levanto e a beijo, percorrendo todas suas curvas, até chegar em sua bucetinha lisinha, protinha pra mim, que gosto maravilhoso de tesão, chupei como se fosse um sorvete, depois partimos para um delicioso 69 onde passei a lingua em seu maravilhoso cuzinho que me excitava.

Quando não aguentavamos mais ela pede para colocar pois não aguentava mais, cara nunca transei com tanto tesão como com essa mina, quando fui colocando meu cacete em sua bucetinha molhada, sinto todo seu calor, ai não tem como começo os movimentos de vai e vem constantes, mais eu só um cara que na relação gosto de fazer em varias posições e de varias formas, meu deixei ela louca, ela gemia me apertava e suspirava fundo, foi de 4, de bruço, em pé, de lado, sentada de frente, de costas e de formas improvisadas kkkk, ela cançada mais não arregava e eu queria mais e mais fuder aquela buceta maravilhosa, e um detalhe sobre mim é que demoro pra gozar, nessa noite foram umas 4 vezes seguidas, cada vez que colocava meu pau nela, que a chamava de cachora, de vadia e que ela rebolava e gemia esses momentos não tem preço.

Nosso caso durou 3 anos ainda nos falamos, e sempre nos vemos não presta kkkk, já fizemos varias locuras junto, vou relatar em outros contos, quando finalmente experimentei seu cuzinho maravilhoso.

Conto enviado por:  Eduardo (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo ? Veja aqui como o fazer: .
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

O conteúdo Negra globeleza aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
//magnetlife.ru/2018/11/28/negra-globeleza/feed/ 0 1611
Contos Eróticos em novo Domínio | magnetlife.ru //magnetlife.ru/2018/11/27/contos-eroticos-em-novo-dominio/ //magnetlife.ru/2018/11/27/contos-eroticos-em-novo-dominio/#respond Tue, 27 Nov 2018 21:17:21 +0000 //magnetlife.ru/?p=1643 Atenção! O site foi descontinuado, apartir de hoje todos os contos será inseridos num novo domínio. Clique no link em laranja para aceder ao novo site. Novo domínio é contoseroticosvip.com  Se quer continua a ler os nossos contos que diariamente sai um conto novo aceda então ao novo site/domínio. Administração Contos Eróticos

O conteúdo Contos Eróticos em novo Domínio aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
Atenção!
Click to this video!

O site magnetlife.ru foi descontinuado, apartir de hoje todos os contos será inseridos num novo domínio. Clique no link em laranja para aceder ao novo site.

Novo domínio é

Se quer continua a ler os nossos contos que diariamente sai um conto novo aceda então ao novo site/domínio.

Administração

O conteúdo Contos Eróticos em novo Domínio aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
//magnetlife.ru/2018/11/27/contos-eroticos-em-novo-dominio/feed/ 0 1643
Minha Viagem no Uber | magnetlife.ru //magnetlife.ru/2018/11/27/minha-viagem-no-uber/ //magnetlife.ru/2018/11/27/minha-viagem-no-uber/#respond Tue, 27 Nov 2018 22:00:33 +0000 /> Me chamo Lucas, tenho 25 anos, loiro, olhos verdes, 20cm de pica, 1.78 de altura, 85kg, um físico atlético pois faço academia vários dias da semana, bom já falei de mim e então vamos ao conto né? kkkkk. Era 18 horas e eu estava saindo do meu trabalho em um shopping bem conhecido da minha ...

O conteúdo Minha Viagem no Uber aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
Me chamo Lucas, tenho 25 anos, loiro, olhos verdes, 20cm de pica, 1.78 de altura, 85kg, um físico atlético pois faço academia vários dias da semana, bom já falei de mim e então vamos ao conto né? kkkkk. Era 18 horas e eu estava saindo do meu trabalho em um shopping bem conhecido da minha cidade e eu já estava com a minha roupa de academia, e eu estava esperando a minha carona para a academia, ai a minha carona me manda um whatz me contando que o carro tinha quebrado e tinha levado o carro na oficina e então eu pedi um Uber, e como era uma distancia de uns 20 minutos de carro do shopping ate a academia onde vou eu fiz um pedido de Uber-select e ai vejo que é uma motorista chamada Janaina e pela foto eu vejo que ela é uma gata e vejo que ela dirige um ford ecosport e espero ela chegar.

E alguns minutos depois eu vejo um ecosport chegando e checo pelo numero da placa e confirmo cm o app uber que é o carro e ela para o carro bem a minha frente e abaixa o vidro e pergunta o meu nome e eu confirmo e eu do a volta e abro a porta de traz e coloco a minha mala da academia e fecho a porta e abro a porta do passageiro e entro e ela me comprimenta cm um sorriso e constato que ela é realmente linda.

Ela estava usando uma Blusinha Ciganinha branca e pelo que eu vi ela não usava sutiã e cm a blusinha ela estava usando uma calça bem justa tipo de academia e de boca de sino da cor azul-marinho, e ela tinha os cabelos loiros e longos e soltos, e ela me pergunta qual é o destino e eu respondo que é na academia Snap Fitness e ela falou que a conhecia e já tinha ido la algumas vezes e eu respondi que não a tinha visto na academia ela falou que ela não tinha muito tempo livre ela ia na parte da manha. E continuamos a conversar sobre os equipamentos de exercícios da academia.

E ela falou que sempre faz o glúteos e na hora eu imaginei ela levantando aquelas pernas e começou a me da um tesao, e eu estava cm uma calça de academia e com uma camiseta comum e o meu pau começou a ficar duro e eu comecei a tentar me disfarçar por ser a minha primeira vez que fazia uma corrida cm a janaina e depois ela falou que gostava de fazer as cadeira adutora e abdutora (aquelas que vc senta e fica abrindo e fechando as pernas) e ela disse também que sempre faz o deslocamento lateral com faixa elástica e agachamento sumô e faz bastante esteira e vários outros exercícios e nessa hora o meu pau tava totalmente duro so de imaginar ela de calça colada aquelas próprias pra academia e uma blusinha até o umbigo. E em uma certa parte do trajeto estabelecido pelo GPS dela ela muda o trajeto por um mais longo e me fala que mudou porque tinha mesmo movimento de carros por causa da hora (já tinha passado das 18 horas)

E eu não liguei porque eu tava me deliciando e imaginando a Janaina nua e nois fazendo aquele sexo selvagem e cm eu tava cm o meu pau duro e não tinha muito cm disfarçar ela ve e na hora ela fica um pouco sem jeito e eu gelei mas o meu tesao aumentou mais ainda, e ela diminue um pouco a velocidade do carro dela e da umas olhadas no meu pau, e nessas olhadas eu vejo nas mãos dela que não tem nenhuma aliança (solteira), e com essas olhadas dela eu me relaxo e deixo fluir o meu tesao e do uma olhada nos seios dela, nossa são lindos e vi que os biquinhos estavam durinhos e

Eu percebi que ela estava respirando mais forte e eu a perguntei se ela tava bem, e ela me olhou cm uma cara safada e falou que não tava mais aguentando de tesao e eu falei que eu também estava cm muito tesao e eu tava loco pra chupar os seus peitos e ela cm a mao direita pegou no meu pau e começou a massagea-lo e não aguentei e tirei o meu pau da calça e cm uma passo de magica o meu pau deu um pulo da calça e ficando bem de pé e duro, e ela começou a me punhetar devagar e eu cm uma das minhas mãos fiquei passando nas suas cochas ate chegar na buceta dela e fiquei passando as pontas dos meus dedos na sua buceta por cima da calça dela e nessa hora já era noite e ela entrou numa rua e viu uma vaga e estacionou o carro e finalizou o app da uber e desligou o celular tirou o cinto de segurança e se virou e se abaixou e cm seus lábios começou a me fazer uma deliciosa chupeta começando cm a língua na cabeça do meu pau e depois passando em volta do meu pau e ai começou a chupar cm vontade e fazendo aquele barulho e ensopando todo o meu pau e ela engolia todo o meus 20 centímetros de pau .

E ela chupando e gemendo pegou meu pau, segurou firme, olhou em meus olhos e devagarinho foi colocando sua boca, aos poucos engolindo, até enfiar todo em sua boca, que mulher maravilhosa, que boca, macia, gostosa, loucura. Começou um sexo oral frenético em mim, chegava a babar todinha no meu pau, escorria saliva, isso era maravilhoso, estava quase me fazendo gozar só no oral, coisa que é difícil acontecer, muito difícil. Mas ela era boa, percebeu que eu estava quase gozando, chupava fazendo barulho, aquele que todo homem fica louco quando uma mulher faz um oral com vontade.

Ai eu falei aaahhhh isso, isso, vou gozar, aiii caralhooooo que delicia de boca ahhhhhhh porra que delicia, vou gozar gozeiiii gozei muito em sua boca, escorria pelos cantos da boca dela, ela se lambuzava com ele, olhando em meus olhos com aquele olhar de mulher safada, mulher querendo mais, e ela sentou no meu colo e eu não tinha colocado a camisinha e não aguentei de tesão cm ela cavalgavando igual a uma vadia safada; e eu apertando a bunda dela.

Foi quando ela falou que tinha um motel perto da onde agente tava e ai ela saiu do meu colo e nos arrumamos e fomos pro motel de uma rede Prime Motel e chegamos la e pegamos um quarto e entramos no quarto e tiramos as nossas roupas e ela se ajoelhou e ela começou a me chupar novamente e levanto ela, pela primeira vez tendo uma visão completa de seu corpo, aquela linda mulher, aquela deliciosa, maravilha, bundinha empinadinha, marquinha de biquíni, tipo aquela falsa magra, seios como falei, médios, bem durinhos e pontudos, gostosa por inteiro, e aquela boca carnuda que beija muito bem. deitei ela na beirada da cama, abro as pernas dela revelando aquela buceta deliciosa, um grelo magnífico, me deu uma loucura de chupa la.

Mas começo aos poucos, beijando sua boca, seu pescoço, passeando a mão em seu corpo, seios, grelo, ela estava super molhada, muito excitada que meus dedos entravam facilmente, ela se tremia toda, penetro dois dedos na bucetinha dela, e com a boca mordo seu mamilo, penetro forte e rápido, não demora muito ela esguicha em meus dedos, gozando deliciosamente.

Beijei ela toda, lambi seus peitos uma delícia, os biquinhos dos seios dela são rosadinhos, bem gostosos e ela gemeu feito louca sentindo minha língua brincar com seus peitos gostosos, aí ela voltou a me chupar, ela se ajoelhou e começou a chupar minha rola com tanta vontade, eu botei ela na cama, abri as pernas dela e retribui a chupada, eu mamei no seu grelinho, eu fiquei com tesão demais chupando ela, ela ficava cada vez mais molhada, abriu mais ainda as pernas e gemia gostoso rebolando na minha língua.

– Aí, sua língua é tão gostosa, você é tão safado, desse jeito eu vou gozar!

Não demorou e ela gozou mais uma vez e foi na minha boca respirou fundo a brincadeira tava só começando, eu tava doido pra meter o pau na buceta depiladinha dela, comecei a provocar, esfregando a cabeça do meu pau na entradinha dela, arrancando gemidos e ela rebolava, implorava pra eu meter, quando ela não tava mais aguentando eu meti meu pau dentro da sua buceta, ela soltou um gemido alto,  e não parei de meter, continuei bombando gostoso nela, ouvia ela gemer e morder minha orelha e apertar minha pica com aquela buceta deliciosa.

Ela pedia mais, eu metia com força, levantei as duas pernas dela pra abrir mais aquela buceta gostosa e comecei a bombar, dei umas varias metidas, logo em seguida a safada gozou novamente, que delicia aquela loira, que foda gostosa, e ainda nem tinha penetrado meu pau dentro dela. Dou um tempo para ela respirar, mas ela era insaciável, veio para cima de mim, pegou meu pau, segurou firme, olhou em meus olhos e devagarinho foi colocando sua boca, aos poucos engolindo, até enfiar todo em sua boca, que mulher maravilhosa, que boca, macia, gostosa, loucura.

Ainda faltava uma posição que se não tiver ela numa transa, transa seria incompleta, de quatro, trouxe ela pra beirada novamente e ela ficou com aquela bunda magnifica empinadinha para mim. Antes de enfiar, chupei gostoso aquele cuzinho dela, passava a ponta da língua, lambuzava ele, até começar a penetrar um dedo, dois dedos, ela rebolando, coloquei meu pau em seu cuzinho, devagarinho ela mesmo foi rebolando e encaixando ele, até entrar tudo, começo a enfiar devagarinho, aumentando o ritmo aos poucos, com uma mão pego os cabelos dela, puxo firme, a outra seguro sua cintura, enfio, meto, fodo aquele cuzinho do jeito que ela pedia para foder.

Isso Lucas, fode meu cu fode, fode caralho que delicia Lucas, aii que pau gostoso, uiiiii caralho meu cu, delicia vai Lucas, vaiii caralho. Aiiii fode meu cu, aiii, porra que delicia isso, ahhh como é bom, ela estava caindo na cama, mas não deixei, segurei firme, vem aqui Janaina, vem, vou gozar de novo, e ela ficou de joelhos e começou a bater uma punheta e cm a ponta da sua língua ficou passando na cabeça do meu pau e ai eu falei vai Janaina abre a boca que vo gozar na sua boca e ai deu um gemidoo e gozei dentro da boca dela e ai ela com muita porra na sua boca ela engoliu tudinho e pegou no meu pau e cm a sua língua limpou tudinho meu pau e ai caímos os dois esgotados, mas feliz e satisfeitos sobre a cama, depois de uns minutos abraçadinhos e ai nos levantamos e fomos no banheiro e tomamos banho juntos e nos vestimos e saímos do motel e ai ela me deixou enfrente de casa e nos beijamos e eu passei o meu numero do watz e ela me passou o numero do seu watz e desde esse dia nós nos falamos pelo watz e na semana seguinte voltamos no mesmo motel e repetimos nossas idas ao motel varias vezes.

Conto enviado por:  Lucas (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo ? Veja aqui como o fazer: .
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

O conteúdo Minha Viagem no Uber aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
//magnetlife.ru/2018/11/27/minha-viagem-no-uber/feed/ 0 1607
Entregadora gostosa | magnetlife.ru //magnetlife.ru/2018/11/26/entregadora-gostosa/ //magnetlife.ru/2018/11/26/entregadora-gostosa/#respond Mon, 26 Nov 2018 22:00:38 +0000 /> Meu nome é ellen, tenho 19 anos e são nas rotinas da vida de morar só que vira e outra que apronto umas… bem, faz alguns meses que tive essa experiência e tava louca para compartilhar o tesão que que foi fuder com uma entregadora de lanches. certo dia, como qualquer outro, cheguei em casa ...

O conteúdo Entregadora gostosa aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
Meu nome é ellen, tenho 19 anos e são nas rotinas da vida de morar só que vira e outra que apronto umas… bem, faz alguns meses que tive essa experiência e tava louca para compartilhar o tesão que que foi fuder com uma entregadora de lanches. certo dia, como qualquer outro, cheguei em casa morrendo de preguiça de preparar algo para comer e fiquei pensando no que pedir para lanchar, escolhi uma pizza de calabresa com cream chease pelo o whatsapp da lanchonete e me disseram que iriam demorar acerca de 40 minutos.

ok, tudo bem, vou tomar um banho enquanto o tempo passa… quando entro no quarto para pegar a toalha vejo em cima da cama meu dildo que usei mais cedo e já me vem na cabeça a ideia em dá uma gozadinha antes da pizza chegar. então vou me despindo, tirando meu vestidinho até ficar nuazinha e então começo a me masturbar, vou enfiando meu dildo devagar e com força, gemendo e relaxando diante da correria daquele dia cheio… e como eu me conheço, vou para beira da cama e gozo rapidinho, molho até o chão com o meu gozo.

quando olho para o celular vejo que ainda falta uns minutos para a pizza chegar e vou tomar meu banho, só que enquanto to no banheiro ouço a campainha tocar e me surpreendo com a hora, me enrolo na tolha e vou até a porta e vejo o olho mágico e me encanto com a mulher gostosa que veio me entregar, ela era uma negra formosa, com o cabelo trançado e uma boca de tirar o sério.

abro e percebo o olhar dela me devorando por estar só de tolha na frente dele, na mesma hora meus peitinhos ficaram durinhos, e em seguida ela bem simpática com o sorriso largo e fala: olá, boa noite, para sua alegria trouxe sua comida uns minutos adiantado, e respondo meio safada que não só me alegrou pela comida mas pela a pessoa que veio entregá-la. ela rir meio sem jeito e convido a entrar para esperar pegar o dinheiro. só que enquanto to voltando com a bolsinha minha tolha se desenrola e por pouco me faz ficar nua na frente dela –  que naquele momento eu adoraria – e ela diz “sua toalha é muito sacana, né” e rir com olhar malicioso… eu respondo: “não é só ela como a dona também é” e nesse momento a gente sentiu o clima que tava nos rondando, não só uma estava louca para beijar a outra, ambas estavam morrendo de tesão ali… então fui até ela entregar o dinheiro, ficamos muito próximas uma da outra, nos olhos bem fundo e tascamos um beijo, daqueles bem molhados, suas mãos me envolveu no mesmo instante, segurei sua nuca como se quisesse engolir ela ali mesmo.

começamos a nos despir e fomos direto pro sofá, ela sentou enquanto terminava de tirar suas calças, e como eu já tava só de toalha, estava completamente pelada, nesse momento minha buceta tava inchada, meladinha e louca para levar uma chupada gostosa. assim que ela ficou nua pedi para fazermos um 69 no chão mesmo,  tava morrendo de tesão para chupar aquela mulher, enquanto falava ela chupava meus peitos e mordiscava, depois se deitou e fiquei por cima, minha nossa que cheirinho gostoso da sua xota, dei uns beijinhos antes de enfiar minha língua no seu clitóris enquanto ela já estava muito afoita me lambendo inteirinha, a gente se chupou assim por tempinho, e era incrível a química no ar, falei que queria comer ela gostoso e e a fiz sentar no sofá enquanto fiquei de joelho no chão e chupei aquela buceta com vontade, vi que tava ensopada com seu mel e enfiei dois dedos, nossa que tesão incrível, tava louca para ver ela gozando para mim… e seus gemidos ecoavam pela sala junto dos pedidos de fuder ela gostoso, e assim fiz, depois de uns minutos senti sua buceta se contraindo nos meus dedos e seu clitóris pulsando e então veio seu gozo, me lambuzei inteira e amei vê-la toda molhadinha por mim… depois que chupei tudinho fui até ela e a beijei como o primeiro beijo, mostrar o quanto queria fazer de minha. e infelizmente ela disse que precisava ir embora porque precisava terminar as outras entregas, disse o quanto fiquei louca de tesão de fuder com ela e passei meu número, hoje em dia ainda nos pegamos vez outra e ainda ganho uma pizza para comer depois da foda.

Conto enviado por:  Elle (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo ? Veja aqui como o fazer: .
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

O conteúdo Entregadora gostosa aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
//magnetlife.ru/2018/11/26/entregadora-gostosa/feed/ 0 1604
O dia que meu professor me comeu | magnetlife.ru //magnetlife.ru/2018/11/25/o-dia-que-meu-professor-me-comeu/ //magnetlife.ru/2018/11/25/o-dia-que-meu-professor-me-comeu/#respond Sun, 25 Nov 2018 22:00:43 +0000 /> Aquele era um dia bem quente por isso quando eu acordei cedo para ir pra faculdade nem me preocupei em me cobrir muito, coloquei uma sainha meio rodada tipo daquelas aluninhas japonesa, bem do tipo que eu gosto, uma calcinha bem curta como sempre e uma blusa qualquer, nem me lembro direito mas não coloquei ...

O conteúdo O dia que meu professor me comeu aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
Aquele era um dia bem quente por isso quando eu acordei cedo para ir pra faculdade nem me preocupei em me cobrir muito, coloquei uma sainha meio rodada tipo daquelas aluninhas japonesa, bem do tipo que eu gosto, uma calcinha bem curta como sempre e uma blusa qualquer, nem me lembro direito mas não coloquei sutiã por que meus peitos já são empinadinhos então normalmente não uso. Minha pele é bem clara e eu facilmente fico marcada, minha bunda é média mas bem durinha e empinadinha, mesma coisa com meus peitos, meu cabelo é bem preto, da mesma cor dos meus olhos, e atualmente eu uso ele meio curto, na altura do queixo.

Cheguei um pouco atrasada pra aula mas estava tudo bem, o professor era super simpático e aquela aula estava bem vazia (no máximo tinha 12 pessoas ali) vou chamar o professor de Rafael para não expor ninguém, Rafael deveria ter no máximo uns 30 anos apesar do currículo invejável que já tinha, era bem do tipo malhado com um sorriso largo que conquistava todas as calourinhas da facul. Quando entrei na sala Rafael brincou comigo falando que dá próxima vez não iria me deixar entrar e eu fiz minha carinha de anjinho que me dava uma aparência inocente e sempre deixavam os caras loucos.

Fui mais para o fundo da sala e sentei ao lado de um amigo meu com quem eu transava de vez em quando mas que era bem simpático sempre (Carlos). A aula durava uma hora e meia e pelo visto o Carlos estava morrendo de tédio, pois o tempo todo ficava me distraindo com assuntos aleatórios, mas como eu gostava da matéria eu prestava atenção no professor e ignorava Carlos, isso deve ter meio irritado ele pois começou a passar a mão na minha coxa por debaixo da mesa. Eu permaneci fingindo que nada tava acontecendo pois a sensação tava boa, ele descia até quase meu joelho e subia novamente até a pontinha dos dedos tocar na minha bucetinha lisinha.

Depois de fazer isso várias vezes ele decidiu subir mais a mão e deu uma passada forte bem no meu grelhinho me fazendo soltar um leve gemido, eu disfarces mas o professor notou e começou a prestar mais atenção, não desgrudava os olhos de mim e toda hora abaixava o olhar pro que eu imaginava ser meu corpo por debaixo da mesa. Carlos continuava a me bulinar e eu já estava ficando toda molhadinha quando ele é enfiou dois dedos de uma vez e ficou mechendo mas a aula já estava bem no final então logo acabou e todos saíram, Carlos ainda deu um jeito de dar um apertão nos meus peitos antes de sair da sala.

Quando tava pronta pra sair também o Rafael me disse: – Lia, pode esperar um minuto? – Sim, senhor. Eu só queria ir embora logo para um banheiro bater um siririca por que estava quase louca pelo que o Carlos tinha feito comigo, mas esperei paciente ele terminar de arrumar as coisas dele, ir até a porta e fechar ela. Estávamos sos. Ele parou bem perto de mim e eu já tava reparando no sorriso meio sacana dele.

– Reparei que você e o Carlos não estavam prestando muita atenção na minha aula. Fiquei toda sem graça e até corei um pouco, não sabia o que falar.

– Isso é contra as regras da universidade e eu deveria entregar os senhores para a direção, mas não quero te prejudicar – ele passou a mão no meu cabelo bem levemente

– então estava pensando em outra forma de punição. Ele deu mais um passo para perto de mim, me prendendo entre ele e uma mesinha dos alunos. Como não fiz nada ele deve ter entendido como um sinal verde. Ele segurou forte minha sibtura e eu já soltei um gemidinho.

– Então tá querendo dar pro professor, é? Continuei muda, mas ele me ergueu facilmente e me colocou sentada na mesa. Ele era forte e gostoso, muito gostoso, alto e moreno claro dava facilmente tesão em qualquer um, mas eu não entendia por que aquilo estava acontecendo. Ele começou a chupar meu pescoço enquanto subia e descia a mão pela minha coxa, daqui a 15 minutos ele teria que dar outra aula então não tínhamos muito tempo, parecendo lembrar disso ele começou logo a manipular meu clitóris e eu não consegui conter os gemidos, mordi seu ombro então para abafar.

Quando ele parou eu já estava pegando fogo com a bucetinha louca pra dar, abriu o sinto e abaixou a calça eu saí da mesa e já ia me ajoelhando pra dar uma lambida naquele país grosso que deveria ter uns 16 sentimentos mas que era bem grosso mas ele não deixou.

– Não dá tempo, princesa. Me empurrou até a mesa dele que era maior e me empurrou sobre ele, espremendo meus peitos na mesa fria e deixando minha bunda empinada para ele. Comecei a rebolar e ele deu um fala muito forte que com certeza ia deixar uma marca enorme. Ele encostou a cabecinha na entrada da minha buceta e parou.

– Vai logo.

-mandei.

– pede.

– coloca.

– falei, mas ele ignorou então dei um empurrão com a bunda para trás. – vai ter que implorar. – me come vai, me arromba, por favor. Vai professor, fode sua aluninha, me come com força, acaba comigo, me estupra, me arromba me bate vai, por favor. Ele é colocou tudo de uma vez sem a menor piedade e eu gemi alto fazendo ele me mandar calar a boca e colocar dois dedos na minha boca mas ele também estava gemendo, me fudendo com força enquanto eu lambia seus dedos e com a contra mão ele segurava forte minha sintura.

Ele gozou rápido, provavelmente apressado pela urgência do intervalo eu ainda estava ali virada sobre a mesa, rebolando sozinha enquanto ele arrumava sua calça. – Você precisa ir logo. Ele disse sem nem olhar pra mim, super grosso mas eu nem me importei, só pensava que queria dar pra ele de novo,e da próxima seria bem dado. Peguei minha mochila e sai da sala,arrumando minha calcinha e fui atrás do Carlos, ele que tinha começado com essa história então ele que ia ter que acabar, por que eu não podia ficar mais muito tempo sem gozar.

Foi isso que aconteceu, não é nem de perto minha história mais interessante mas quis começar com ele. Só de narrar isso aqui já quero dar de novo, minha bucetinha rosada já tá quentinha kkkk. Se alguém quiser trocar fotinhas ou mensagenzinhas interessantes me manda uma mensagem que eu adoro bater papo kkkk tanto meninos quanto meninas, de qualquer idade.

Conto enviado por:  Lia (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo ? Veja aqui como o fazer: .
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

O conteúdo O dia que meu professor me comeu aparece primeiro em Contos Eróticos.

]]>
//magnetlife.ru/2018/11/25/o-dia-que-meu-professor-me-comeu/feed/ 0 1601