O dia que meu professor me comeu


Click to Download this video!

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Aquele era um dia bem quente por isso quando eu acordei cedo para ir pra faculdade nem me preocupei em me cobrir muito, coloquei uma sainha meio rodada tipo daquelas aluninhas japonesa, bem do tipo que eu gosto, uma calcinha bem curta como sempre e uma blusa qualquer, nem me lembro direito mas não coloquei sutiã por que meus peitos já são empinadinhos então normalmente não uso. Minha pele é bem clara e eu facilmente fico marcada, minha bunda é média mas bem durinha e empinadinha, mesma coisa com meus peitos, meu cabelo é bem preto, da mesma cor dos meus olhos, e atualmente eu uso ele meio curto, na altura do queixo.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Cheguei um pouco atrasada pra aula mas estava tudo bem, o professor era super simpático e aquela aula estava bem vazia (no máximo tinha 12 pessoas ali) vou chamar o professor de Rafael para não expor ninguém, Rafael deveria ter no máximo uns 30 anos apesar do currículo invejável que já tinha, era bem do tipo malhado com um sorriso largo que conquistava todas as calourinhas da facul. Quando entrei na sala Rafael brincou comigo falando que dá próxima vez não iria me deixar entrar e eu fiz minha carinha de anjinho que me dava uma aparência inocente e sempre deixavam os caras loucos.

Fui mais para o fundo da sala e sentei ao lado de um amigo meu com quem eu transava de vez em quando mas que era bem simpático sempre (Carlos). A aula durava uma hora e meia e pelo visto o Carlos estava morrendo de tédio, pois o tempo todo ficava me distraindo com assuntos aleatórios, mas como eu gostava da matéria eu prestava atenção no professor e ignorava Carlos, isso deve ter meio irritado ele pois começou a passar a mão na minha coxa por debaixo da mesa. Eu permaneci fingindo que nada tava acontecendo pois a sensação tava boa, ele descia até quase meu joelho e subia novamente até a pontinha dos dedos tocar na minha bucetinha lisinha.

Depois de fazer isso várias vezes ele decidiu subir mais a mão e deu uma passada forte bem no meu grelhinho me fazendo soltar um leve gemido, eu disfarces mas o professor notou e começou a prestar mais atenção, não desgrudava os olhos de mim e toda hora abaixava o olhar pro que eu imaginava ser meu corpo por debaixo da mesa. Carlos continuava a me bulinar e eu já estava ficando toda molhadinha quando ele é enfiou dois dedos de uma vez e ficou mechendo mas a aula já estava bem no final então logo acabou e todos saíram, Carlos ainda deu um jeito de dar um apertão nos meus peitos antes de sair da sala.

Quando tava pronta pra sair também o Rafael me disse: – Lia, pode esperar um minuto? – Sim, senhor. Eu só queria ir embora logo para um banheiro bater um siririca por que estava quase louca pelo que o Carlos tinha feito comigo, mas esperei paciente ele terminar de arrumar as coisas dele, ir até a porta e fechar ela. Estávamos sos. Ele parou bem perto de mim e eu já tava reparando no sorriso meio sacana dele.

– Reparei que você e o Carlos não estavam prestando muita atenção na minha aula. Fiquei toda sem graça e até corei um pouco, não sabia o que falar.

– Isso é contra as regras da universidade e eu deveria entregar os senhores para a direção, mas não quero te prejudicar – ele passou a mão no meu cabelo bem levemente

– então estava pensando em outra forma de punição. Ele deu mais um passo para perto de mim, me prendendo entre ele e uma mesinha dos alunos. Como não fiz nada ele deve ter entendido como um sinal verde. Ele segurou forte minha sibtura e eu já soltei um gemidinho.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

– Então tá querendo dar pro professor, é? Continuei muda, mas ele me ergueu facilmente e me colocou sentada na mesa. Ele era forte e gostoso, muito gostoso, alto e moreno claro dava facilmente tesão em qualquer um, mas eu não entendia por que aquilo estava acontecendo. Ele começou a chupar meu pescoço enquanto subia e descia a mão pela minha coxa, daqui a 15 minutos ele teria que dar outra aula então não tínhamos muito tempo, parecendo lembrar disso ele começou logo a manipular meu clitóris e eu não consegui conter os gemidos, mordi seu ombro então para abafar.

Quando ele parou eu já estava pegando fogo com a bucetinha louca pra dar, abriu o sinto e abaixou a calça eu saí da mesa e já ia me ajoelhando pra dar uma lambida naquele país grosso que deveria ter uns 16 sentimentos mas que era bem grosso mas ele não deixou.

– Não dá tempo, princesa. Me empurrou até a mesa dele que era maior e me empurrou sobre ele, espremendo meus peitos na mesa fria e deixando minha bunda empinada para ele. Comecei a rebolar e ele deu um fala muito forte que com certeza ia deixar uma marca enorme. Ele encostou a cabecinha na entrada da minha buceta e parou.

– Vai logo.

-mandei.

– pede.

– coloca.

– falei, mas ele ignorou então dei um empurrão com a bunda para trás. – vai ter que implorar. – me come vai, me arromba, por favor. Vai professor, fode sua aluninha, me come com força, acaba comigo, me estupra, me arromba me bate vai, por favor. Ele é colocou tudo de uma vez sem a menor piedade e eu gemi alto fazendo ele me mandar calar a boca e colocar dois dedos na minha boca mas ele também estava gemendo, me fudendo com força enquanto eu lambia seus dedos e com a contra mão ele segurava forte minha sintura.

Ele gozou rápido, provavelmente apressado pela urgência do intervalo eu ainda estava ali virada sobre a mesa, rebolando sozinha enquanto ele arrumava sua calça. – Você precisa ir logo. Ele disse sem nem olhar pra mim, super grosso mas eu nem me importei, só pensava que queria dar pra ele de novo,e da próxima seria bem dado. Peguei minha mochila e sai da sala,arrumando minha calcinha e fui atrás do Carlos, ele que tinha começado com essa história então ele que ia ter que acabar, por que eu não podia ficar mais muito tempo sem gozar.

Foi isso que aconteceu, não é nem de perto minha história mais interessante mas quis começar com ele. Só de narrar isso aqui já quero dar de novo, minha bucetinha rosada já tá quentinha kkkk. Se alguém quiser trocar fotinhas ou mensagenzinhas interessantes me manda uma mensagem que eu adoro bater papo kkkk tanto meninos quanto meninas, de qualquer idade.

Conto enviado por:  Lia (Obrigado)

Gostou do conto? deixe-nos saber com um comentário.
Quer entrar no nosso grupo ? Veja aqui como o fazer: .
E se quiser nos enviar o seu conto faça por aqui: Enviar Conto.

(Clique na imagem em baixo visite nosso parceiro)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Atenção!

O site magnetlife.ru foi descontinuado, apartir de hoje todos os contos será inseridos num novo domínio.

Novo domínio é

Se quer continua a ler os nossos contos que diariamente sai um conto novo aceda então ao novo site/domínio.

Administração


Online porn video at mobile phone